17 de outubro de 2018
Manaus,BR
°C

Notícias

“Em prol do Nacional”, declara Peggy após reunião com jogadores Presidente do Naça selou paz com elenco azulino e descarta pedido de renúncia

O presidente do Nacional Futebol Clube, Roberto Peggy, convocou o elenco azulino para uma reunião, na tarde desta quinta-feira (07), no Centro de Treinamento Barbosa Filho, com objetivo de selar a paz. De acordo com ele, tudo é em prol do Nacional.

“O objetivo da conversa foi nós alinharmos o relacionamento entre a diretoria e os jogadores que foi muito arranhado na semana passada, mas foi superado. Então, através dessa conversa, da união, do perdão mesmo, caso alguém tenha se sentido ofendido. Eles também fizeram uso da palavra, nesse momento, nós devemos dar esse voto de união em prol do Nacional para que as nossas chances no domingo aumentem. Juntos somos mais fortes, sem dúvida alguma”, afirmou.

O mandatário ainda garantiu que não há espécie alguma de mágoa pelo desentendimento causado após uma nota emitida pelos jogadores em que citaram atrasos de salários e uma possível renúncia do presidente. Na época, Peggy chegou a citar que, caso o time avançasse às oitavas de final da Série D, ele deixaria o cargo. No entanto, ele destacou que essa possibilidade está descartada.

“Não há ressentimento algum. O objetivo aqui é o mesmo, tanto meu, enquanto presidente, quanto dos jogadores que estão lá dentro de campo”, disse.

O técnico do Naça, Lecheva, contou que todos tiveram a oportunidade de expor seus pensamentos, mas que o principal objetivo é o clube.

“Essa questão do presidente foi bem vinda nesse momento e para ambos os lados. Ficou meio conturbada a relação entre presidente e atleta, mas eles (os jogadores) entenderam. O presidente assumiu a sua parcela de responsabilidade já que ele é o gestor maior do clube hoje. O mais importante foi todos colocarem seu pensamento, deixando o lado pessoal em segundo plano em prol do Nacional. Nesse momento, sabemos que todas as forças somam e nos ajudam a alcançar nosso objetivo que é difícil, mas não impossível”, assegurou.

Fininho falou pelos jogadores

Para o meia Fininho, a reunião aconteceu em um bom momento, por ser poucos dias antes da partida do Naça diante do Altos-PI, em que o time precisa fazer 3 ou mais gols para continuar brigando pela classificação.

“Melhor momento seria esse para o retorno do nosso presidente, que junto com nós jogadores conversamos, até porque estamos numa semana decisiva e acredito que tudo o que seja positivo vai agregar muito para que a gente consiga nosso objetivo. Eu nem acredito que nem seja ‘selar a paz’, houve sim algum tipo de farpas, mas é normal dentro de uma empresa, um grande clube como é o Nacional. Houve a cobrança dos jogadores, assim como teve a dor presidente também. Mas o melhor disso é que nós acertamos tudo e com isso quem ganha é o Nacional”, garantiu.

Treino desta quinta-feira

Após a reunião, Lecheva comandou um treino tático, usando seus jogadores, segundo ele, para chegar ao esquema ideal para a partida contra o Altos-PI, no domingo (10).