17 de outubro de 2018
Manaus,BR
°C

Notícias

Goleada: Naça faz 3 a 0 no Fast Leão da Vila venceu o clássico Pai-Filho, neste sábado (17), no estádio da Colina. Os gols saíram dos pés de Fininho, Zé Antônio e Paulo Roberto

No clássico Pai-Filho, o Pai, Nacional Futebol Clube goleou o Filho, Fast Club, por 3 a 0. A partida, válida pela quarta e última rodada da primeira fase do Campeonato Amazonense, ocorreu neste sábado (17), no estádio Ismael Benigno, a Colina. Com direito à defesa de pênalti pelo goleiro azulino, Marcelo Valverde, os gols do Naça foram marcados por Fininho, Zé Antônio e Paulo Roberto.

Com o resultado, o Naça chega a 5 pontos na tabela, mas depende do resultado do jogo entre CDC de Manicoré x Rio Negro que será realizado neste domingo (18).

O jogo

No início da partida houve um minuto de silêncio pelo falecimento do desportista Dr. Juan Vila Beneyto, ocorrido neste sábado.

Bola rolando, com 5 minutos de jogo, Balu do Naça sofre falta. Fininho vai para a cobrança, mas Labilá dá um soco nela e coloca para fora.

Aos 10 min, Fininho recebe no meio, toca para Paulo Roberto, que lança na pequena área, mas a zaga fastiana tira.

No lance seguinte, Baé cabeceia no meio de campo, Cristiano chuta da grande área, mas a bola vai para fora.

Aos 15 minutos, a zaga do Tricolor de Aço recua a bola para Labilá, Paulo Roberto do Naça creditou e entrou cara a cara e o goleiro fastiano comete pênalti.

Fininho toma ela pelas mãos, assume a responsabilidade de cobrar e abre o placar na Colina. Gol do Nacional FC.

O Leão pressiona, mostra volume de jogo. Cerca o Fast no seu campo de defesa.

Em seguida, Alex Piauí comete falta dura em cima do Paulo Roberto e recebe amarelo.

Aos 22 min, Vitinho do Fast, lança da lateral para grande área, Alex Piauí recebe de primeira e chuta por cima do gol.

No lance seguinte, Cristiano do Naça recebe na entrada da grande área, tira do zagueiro e do goleiro, mas tropeça e manda ela para fora.

O lateral, Boca, troca passes com Alexsandro e depois cruza na área, mas Labilá se antecipa.

Aos 32 min, Paulo Roberto recebe na entrada da grande área, chuta para a meta de Labilá, mas a zaga tira.

Contra-ataque do Fast, goleiro azulino, Marcelo Valverde, bem postado, mas Zé Antônio comete pênalti sobre Pimenta.

O próprio Pimenta foi para a cobrança e, aos 35 min, Marcelo Valverde mais uma vez mostra personalidade e defende. Fim do primeiro tempo, Fast 0 x 1 Naça.

Segundo tempo

Nacional começa no mesmo ritmo em que terminou o primeiro tempo. Atacando.

Fininho cobra falta, mas a bola passa sobre a trave de Labilá.

Em seguida, contra-ataque do Fast, Jhonrman avança sozinho, chuta forte, mas Marcelo joga para fora. Escanteio para o Fast, Marcelo mais uma vez defende a meta azulina.

Contra-ataque do Nacional, Paulo Roberto avança, toca para Alex que é derrubado com falta dura. O zagueiro Zé Antônio vai para a cobrança e coloca ela lá dentro. O segundo do Naça e o segundo dele no Barezão. Fast 0 x 2 Nacional.

Professor Arthur Bernardes decide mexer. Sai Alexsandro e entra Bianor na defesa.

O goleiro azulino, Marcelo Valverde recebe cartão amarelo. O arbitro interpretou que eles estava demorando para cobrar o tiro de meta.

O técnico do Naça mexe novamente, sai Cristiano e entra Wiilian.

1Paulo Roberto na lateral toca para Fininho que cruza para Willian, sem marcação, mas chuta para fora.

Novamente mudança no Leão, sai Fininho e entra Michel, recém anunciado no elenco azulino.

O time da Vila Municipal fica mais veloz. O zagueiro Zé Antônio toca para Paulo Roberto que cara a cara com o goleiro não perdoou e fez o terceiro, sacramentando a goleada do Pai sobre o Filho. Fast 0 x 3 Nacional.

Próximo do fim da partida, Wiilian ainda perdeu a oportunidade de ampliar, na cara do gol, ela foi para a fora.

NACIONAL FUTEBOL CLUBE

Marcelo Valverde, Balu, Guigui, Zé Antônio, Baé, Boca, Macaco, Alexsandro (Bianor), Cristiano (Willian), Fininho (Michel), Paulo Roberto.

FAST CLUBE

Labilá, Jamesson, Carlinhos Rocha, Alex Piauí (Hermes), Joel Clara, Navarro, Dinamite, Pimenta(Claudinei), Ed Kleber, Júnior Canhoto, Vitinho (Jhorman).

ARBITRAGEM

Antônio Carlos Pequeno Flutuoso, Luiz Cláudio Rodrigues, Jeová Rodrigues Santos e Ivan Guimarães Junior.