19 de novembro de 2018
Manaus,BR
°C

Notícias

Em comemoração dupla, Leão da Vila Municipal festeja o centenário de liderança em conquista de títulos e 105 anos de história

Neste sábado, dia 13 de janeiro, o Nacional Futebol Clube avança mais um ano em sua existência e, em 2018, carrega em sua trajetória um século de liderança em conquista de vitórias, sagrando-se como o maior campeão do Amazonas. Dos 43 títulos conquistados no futebol amazonense, entre amador e profissional, o certo é que o Mais Querido traz como herança sua hegemonia no mundo do futebol.

Criado em 1913, o Leão da Vila Municipal surgiu de um desentendimento entre o capitão do extinto Manaós Sporting – AM e o seu presidente, Edgar Melo Freitas. O jogador decidiu sair do clube, com o apoio de José Marçal dos Anjos, criaram a Associação Esportiva Eleven Nacional, que hoje é o Nacional Futebol Clube. A partir daí a equipe fez sua primeira participação no Estadual no ano de 1914, mas só venceu a competição em 1916, ano que deu início à conquista do seu primeiro pentacampeonato (1916 a 1920).

Até 1916, o maior campeão estadual era então o Manaós, que detinha dois títulos na competição. O feito foi empatado pelo Naça em 1917 e, no ano seguinte, se tornou o maior campeão estadual da história. Desde lá, o time azulino nunca perdeu a liderança em quantidade de títulos, sendo o clube mais vitorioso do Amazonas nos últimos 100 anos.

Trajetória vencedora

          Nestes 105 anos de existência, o Mais Querido tem em sua sala de Troféus, feitos históricos e taças importantes, símbolos de seu passado glorioso. De 1960 a 1969, quatro campeonatos foram conquistados e dois vices também entraram nessa lista. Com a intenção de se profissionalizar, o Nacional entrou para a história sendo o último campeão de futebol amador e o primeiro a conquistar a vitória no profissional, sendo bicampeão de futebol (1963/1964).

     Em agosto de 1969, houve a final do Torneio Nacional Centro/Sul – Norte/Nordeste contra o Grêmio Maringá e, com um gol de Pepeta e o Maracanã lotado, o Leão da Vila Municipal sagrou-se campeão da competição. O que se conta é que quando Pepeta fez o gol da vitória, o então presidente da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Flaviano Limongi gritou: “Fizemos história”.

Vitória histórica do Naça no Maracanã. (Fonte: Jornal do Comércio)

            Em setembro de 1972, o time azulino estreou no Campeonato Brasileiro Série A e permaneceu por muitos anos na elite do futebol brasileiro, com disputas em 14 edições da competição. Por esse feito, tornou-se o Nacional, a equipe do Norte do Brasil com o maior número de participações em edições do referido campeonato.

Já em 1981, o Leão garantiu um título a nível internacional, tendo em vista a disputa do Torneio do Pacto Amazônico, que ocorreu em Manaus, ter contado com a  participação dos maiores clubes de países da Amazônia Internacional, como Milionários (Colômbia), Sporting Cristal e Alianza Lima (Peru), além de equipes brasileiras como Tuna Luso – PA e Fast Clube – AM, o que deu um valor a mais na conquista.

Em 1984, um convite para representar o Brasil na Copa do Rei Hassan, que aconteceu no Marrocos, rendeu ao clube a primeira excursão de um time nortista para fora da América Latina. Além de disputar o Campeonato Brasileiro Série A naquela época, o time azulino ainda trouxe consigo o troféu do torneio, que foi realizado em homenagem ao Rei daquela monarquia.

Nacional é aclamado pela população amazonense. (Fonte: Jornal do Comércio)

Além de todos esses títulos, o Leão da Vila Municipal continuava sua trajetória como maior campeão amazonense de todos os tempos e, de quebra, ainda conseguiu feitos impressionantes como o Tetracampeonato estadual (1983-1986); o Pentacampeonato amazonense por duas vezes (1916 a 1920 e 1968 a 1972); e, o primeiro e único time a conseguir ser Hexacampeão do Estado (1976-1981)

Atualidade

Após 105 anos de sua fundação, o Nacional Futebol Clube mantém viva a tradição de ser o time mais glorioso da história do Amazonas, além de completar, nesta data o centenário de liderança em títulos no futebol.

Este ano, o Leão vai em busca do seu 44º Campeonato Estadual, além de disputar a Copa do Brasil e o acesso para a série C do Campeonato Brasileiro. A temporada oficial terá início no dia 20 de janeiro, em jogo válido pela primeira rodada do Barezão 2018 contra a equipe do Manaus Futebol Clube. Já no dia 6 de fevereiro, o time nacionalino entra em campo para enfrentar a Ponte Preta – SP, na disputa inicial da Copa do Brasil.

Em meio a essa trajetória de amor e garra pelo Mais Querido, ficam aqui as lembranças de um passado glorioso, de um presente cheio de esperança, e de um futuro cheio de prosperidade e alegrias para este que é o maior clube de futebol do Estado. Avante, Nacional, para a vitória!