17 de dezembro de 2017
Manaus, BR
°C

Notícias

Arthur Bernardes: O Comandante da Continuidade

De volta ao Nacional Futebol Clube, o treinador Arthur Bernardes, de 64 anos, mostrou que veio pra ficar. Ele, que acumula passagens pela Série A e tem no currículo trabalhos em clubes como Atlético – MG, Sport – PE, Fluminense – RJ, Goiás – GO, Bahia – BA, Flamengo – RJ, Botafogo – RJ, Fortaleza – CE, entre outros, também já atuou fora do Brasil, em países como Portugal, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Angola, Coreia do Sul e Peru, onde comandou uma das equipes mais tradicionais do lugar, o Alianza Lima.

Campeão em Portugal e nos Emirados Árabes Unidos, o título de maior destaque em sua carreira foi o Troféu Ramon de Carranza, em 1990, quando estava no comando do Clube Atlético Mineiro. A nível nacional, seu trabalho de maior destaque também foi no Galo, em 1990, quando conseguiu levar o time mineiro ao terceiro lugar da Copa do Brasil. Em 2016, o técnico esteve à frente da Sociedade Esportiva do Gama, onde foi vice-campeão da Copa Verde.

Arthur chegou ao Nacional em fevereiro de 2017, e conseguiu levar o Leão da Vila Municipal à final do Campeonato Amazonense de Futebol Profissional, tendo a equipe se classificado em primeiro lugar na tabela, com um total de oito vitórias e dois empates em 14 jogos, além de ter conseguido a melhor campanha ao longo de toda a competição. Como resultado, conquistou o título de vice-campeão do Estadual, garantindo ao Mais Querido o calendário para a temporada 2018, incluindo disputas como Copa do Brasil e Série D.

Em seu primeiro desafio, o técnico azulino comandará o Leão da Vila Municipal contra o Manaus Futebol Clube, no dia 20 de Janeiro, pelo Campeonato Amazonense de Futebol Profissional 2018. Em fevereiro do próximo ano, o treinador completará um ano à frente do clube nacionalino.

CURIOSIDADE HISTÓRICA

Ao pesquisar o nome Arthur Bernardes no Google, os resultados são dados do 12º Presidente da República Federativa do Brasil (nascido em 1875 e falecido em 1955) durante o período da República Velha (1889-1930), tendo governado o país de 1922 a 1926. Dois anos antes da morte deste político brasileiro, nascia um novo Arthur Bernardes, sendo este um renomado técnico de futebol profissional e que, ao longo dos anos, mostrou toda a sua determinação e importância para o futebol brasileiro, sendo respeitado não apenas neste país, mas em todo os lugares onde passou, inclusive no exterior. Que o peso desse nome continue fazendo jus ao profissional competente que aqui nos dá a honra de ser técnico novamente e que já faz parte da história do Nacional Futebol Clube.