16 de dezembro de 2017
Manaus, BR
°C

Notícias

“O segredo é trabalhar e ser fiel à camisa”, declara goleiro Pablo

Começou! O Nacional Futebol Clube anuncia a primeira contratação do elenco azulino para a temporada 2017. O goleiro Pablo é um dos escolhidos pela sua experiência e comprometimento, e mostrou isso quando atuou pelo Rio Negro, na temporada anterior, comandado por Aderbal Lana.

Pablo que tem 34 anos chega com as missões de receber os companheiros que ainda serão anunciados, conquistar vitórias e garantir um calendário completo para o Nacional, em 2018. Um desafio? Sim, e ele revela o que pensa disso.

“Os desafios a gente sempre tem que ter nas nossas vidas. A nossa profissão em si já é um desafio a cada dia, dos treinos aos jogos. Mas isso é bom, pois com as vitórias, os objetivos conquistados você será sempre lembrado na memória do clube, dos torcedores. Isso dá mais vontade ainda de tirar o Nacional desse momento e conquistar os objetivos do clube e que são os nossos também. Então, o segredo é trabalhar e ser fiel à camisa”, afirmou.

O baiano Pablo, revelado pelo São Paulo-SP, veio a primeira vez para o Amazonas em 2014, já defendeu, além do Rio Negro, Fast e Princesa do Solimões. E segundo ele está habituado ao clima e principalmente ao jeito de trabalhar do ‘professor’ Lana.

“Já me considero habituado aqui e o fato de conhecer o Aderbal ajuda bastante. Eu já conheço a conduta a forma que ele trabalha.  É um treinador disciplinador, muito correto e justo, acho que de muitos que eu já trabalhei, ele é um dos poucos que tem esse perfil, essa característica. Eu acredito que isso é muito bom para o Nacional. O Lana que vai colocar o Nacional no rumo das conquistas, onde o clube sempre esteve”, disse.

Carreira

Pablo Camilo de Souza, nasceu em Salvador-BA. Aos 13 anos foi descoberto por Edilson Capetinha e foi treinar no São Paulo-SP, clube que o revelou para o futebol. Aos 34 anos, ele acumula passagens pelo Atlético Paranaense, Icasa-CE, Moto Club-MA, Inter de Lages-SC entre outros clubes brasileiros, além de passagens por clubes internacionais, como Racing Club Lens –França e Shatin- Hong Kong.