16 de dezembro de 2017
Manaus, BR
°C

Notícias

De cinco

Por cinco vezes, o Nacional Futebol Clube balançou as redes do Nacional Borbense. A partida realizada na noite da última quarta-feira (28) deu, além da vitória, a liderança ao Mais Querido.

Após a partida, os protagonistas da noite avaliaram suas atuações e revelaram a sensação de aplicar a primeira goleada do Leão no Campeonato Amazonense 2016.

Quem abriu a porteira foi o volante Hércules. Apesar de estar com um curativo, após um corte no supercílio no início da partida, ele não desperdiçou uma bola cruzada por Januário, na grande área, e de cabeça marca o primeiro do Naça, aos 21 minutos.

“Foi uma partida muito boa, defensivamente quase perfeito, quem acompanhou o jogo viu que o Borbense não teve oportunidade. O nosso goleiro trabalhou pouco, o que provou um posicionamento bom da equipe, uma das minhas funções. Fui bem e quando tive oportunidade de ir ao ataque, conclui em gol”, conta Hércules.

Sobre a importância do seu gol e o sentimento de marcar na goleada, ele ressalta que o grupo tem um objetivo.

“Marcar gol e ainda vencer é uma boa sensação, isso dá confiança, principalmente após as contusões e suspensões, mas a equipe superou e venceu por esse placar. Então, mostramos que temos um grupo bom e que estamos no caminho certo. É manter o foco, a pegada para alcançar o objetivo que é classificar e depois buscar o título”, completa o volante.

O atacante Jack Chan fez grande partida, mas não chegou a marcar. No entanto, aos 41 minutos foi ‘garçom’ para Railson deixar sua marca. O meia recebeu de Jack Chan e chutou de fora da área para fazer o segundo e ampliar para o Nacional.

O terceiro do Leão, também não veio dos pés de um atacante. Aos 17 minutos do segundo tempo, o volante Carlinhos aproveitou uma cobrança de falta de Railson, chapou a bola e fez um golaço.

“Minha atuação é de acordo com o coletivo. Um joga pelo outro. Eu acredito que tenho jogado bem, com obediência tática e também por estar ajudando o Nacional”, disse.

É o primeiro gol de Carlinhos com a camisa do Naça. Ele fala da felicidade de marcar.

“Foi uma oportunidade única para mim. Foi meu primeiro gol pelo Nacional e ainda numa goleada, mas isso é fruto do nosso trabalho, da dedicação, do comprometimento, na oportunidade que me deram. Espero ter mais chances para agradar a torcida e a diretoria, sempre fazendo o nosso papel”, conclui Carlinhos.

O lateral Nego lançou o também lateral, mas que atuou como meia, Januário. Ele não desperdiçou a chance e fez o quarto aos 21 minutos.

“Tive uma atuação de destaque, apesar de não ser atacante, sou lateral, mas eu já tinha jogador com o Álvaro (técnico) de ponta e esse fator pesou muito, pois consegui desempenhar um bom jogo, fiz um gol e pude ajudar o Nacional nessa goleada”, resumiu Januário.

O atacante Jack Chan não fez o dele, Hayllan também tentou e não conseguiu marcar, mas o atacante Luiz Henrique ‘vingou’ seus companheiros de posição e sacramentou a vitória com a maior goleada do Nacional no Barezão 2016.

Próximo desafio

O líder Nacional tem novo desafio no próximo sábado (01), desta vez diante do Manaus FC. A partida ocorre às 11h, no estádio do SESI.