16 de dezembro de 2017
Manaus, BR
°C

Notícias

Naça vence, mas está fora da Série D

Diante aos mais de 3 mil torcedores que compareceram no estádio Ismael Benigno, a Colina, Nacional Futebol Clube e Genus/RO se enfrentaram neste domingo (17), às 17h, (de Manaus), pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro Série D. A partida era decisiva para o Naça seguir na competição. No entanto, mesmo com a vitória, o Leão da Vila que dependia de outros resultados foi eliminado por saldo de gols.

O jogo

O jogo começou pegado, com apenas 2 minutos, já se registravam três faltas em campo.

Aos 3 minutos, Osvaldir faz falta tentando conter o ataque do Genus e acaba tomando cartão amarelo. Em seguida Alex do Genus, cobra a falta, mas zaga nacionalina tira o perigo.

Aos 6 minutos o jogo fica frio, com muitas trocas de passes no meio de campo, mas sem ameaça aos adversários, tanto do Naça, quanto do Genus.

Aos 15 min, lance polêmico. Tiago Ulisses chuta para o gol e claramente a bola pega nas mãos de Vitão do Genus e juiz manda o jogo seguir. Os jogadores e torcida do Naça reclamam da arbitragem.

No minuto seguinte, em bela jogada, Leandro Chaves cruza rasteiro para Malaquias que faz o corta luz e Jones chega chutando por cima gol, passou perto.

Aos 24 min, Leandro chaves sente e é retirado de campo de maca, recebe aplausos do público e é substituído por Rafael Bastos.

Aos 41 min, Jones cruza para Esquerdinha que chuta fraco. O goleiro Tiago segura firme.

Passava dos 42 min, e o Genus ameaça, Júlio Cesar cruza na área azulina e Tom voa para buscar a bola. O goleiro do Naça faz grande defesa.

O Naça ainda tentou abrir o placar. Num último lance, Osvaldir rouba a bola próximo à área e cruza para Jones que chuta por cima do gol.

O juiz apita, fim do primeiro tempo.

Segundo tempo

A segunda etapa começa com mais uma polêmica. Aos 2 minutos, o juiz expulsa goleiro do Genus, Tiago, após agressão ao zagueiro do Naça, Edson Rocha, o jogo fica parado. Da confusão, Edson Rocha também leva cartão amarelo. E no time rondoniense, sai Pemaza e entra o goleiro reserva, Allysson.

Aos 7 min, Allysson é obrigado a trabalhar. Jones toca para Rafael Bastos que manda uma bomba cruzada para gol, goleiro do Genus espalma para escanteio.

Benazzi resolve mexer no time e aos 13 min, tira Esquerdinha para a entrada de Hayllan.

Aos 15 minutos, Osvaldir cruza a bola na área, sobra para Malaquias que toca para trás e Tiaguinho chuta no canto direito, sem chances para goleiro do Genus. Naça 1 x 0.

O Nacional cresce no jogo, aos 24 min, Jones cruza para Hayllan que chuta firme para a meta do goleiro Allysson que atento defende.

Aos 26 minutos, Hayllan insiste numa jogada pelo meio e apesar da forte marcação adversária amplia para o Naça, 2 a 0.

Aos 30 min, com o Naça dominando, Radar cruza e na sobra Jones chuta em cima do goleiro, a zaga tira de lá.

Aos 31 min, Radar cobra falta na área e Edson Rocha chuta forte para o gol, goleiro espalma para fora.

O Leão crescia na partida, até que aos 34 min, Alex cobra falta para o Genus, a bola desvia na barreira e engana o goleiro Tom. O adversário diminui o prejuízo. Naça 2 x 1 Genus.

Aos 39 min, Hayllan faz linda jogada pela direita, toca para Rafael Bastos que sozinho, debaixo do gol, isola a bola muito acima do gol.

Com o fim da partida se aproximando, Benazzi decide tirar Hercules e entra Cal. No Genus sai Alex e entra Sandrinho.

Apesar do placar a frente, o Naça precisa vencer com uma boa diferença. Aos 45 min, Osvaldir cruza e Rafael Bastos cabeceia para fora. Em seguida é Rafael que arranca pela esquerda e chuta forte por cima do gol. Foi a última tentativa do Leão da Vila.

O Naça saiu de campo com a vitória por 2 a 1, mas a apreensão tomou conta do elenco e torcida, pois o time dependia de outros resultados para continuar na Série D. Minutos depois veio a confirmação. O Nacional foi eliminado por saldo de gols.

NACIONAL FUTEBOL CLUBE:Tom, Osvaldir, Roberto Dias, Edson Rocha, Hercules, Radar, Tuago Ulisses, Leandro Chaves, Jones, Esquerdinha e Malaquias. RESERVAS: Jonathan, Tiago Bernardi, Nego, Cal, Alvaro, Charles, Rafael Bastos, Alex Cazumba, Nonato, Hayllan e Willian Fazendinha.

SPORT CLUB GENUS DE PORTO VELHO: Tiago, Charles, Vitão, Luiz Alves, Vágner Leo, Júlio Cesar, Pemaza, Alex, Souza, Luciano Mourão, Dodô. RESERVAS:  Allyson,  Sandrinho, Gabriel e Murilo.

Colaborou: Arisson Rocha